quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Cheiro de infância

Braços e pernas...cheiros...pessoas.


Parece um reflexo das coisas tenras e saudosistas. Desejos e desejos de compreensão, mentes que pensam e diferem e dançam danças de solidão.


Tudo faz sentido nesse meio.
Ninguém jamais quer ficar só.


Cheiro de infância que me faz voltar pra casa.
E eu estava cheio de saudade de casa.


Os planos caminham, ela soma tudo.


É platônico.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget