sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Na sua Pele



"...Eu vou fugir, pra bem longe daqui..."Relatos de um homem de bom coração- Fresno

Facas entraram profundamente na sua pele, apesar de curada, as marcas permaneceram, são historias que a fizeram crescer e amadurecer, contextos que a tornaram mulher.

Por gostar demais dela, fico até tonto de imaginar uma situação tão difícil, falta ar e ao mesmo tempo vontade de fazê-la se calar, eu não quero ouvir mais nada, mas ela merece atenção, engulo a seco sua historia e me imagino voltando no tempo. Sou ela nessa hora.

Posso sentir o cheiro de mato e o orvalho na grama, o sol vivo não aquece a pele, por que o frio não é externo, uma criança revela o crime, minha casca omite o que penso, mas minha vontade de sumir fica evidente, digo que já sabia e isso serve de treino para não demonstrar o quando aquilo vai me influenciar no decorrer do caminho, cresço e acrescento cicatrizes, historias passadas que me tiraram a paz.

Tua cama derrepente parece um abismo cheio de pedras e repletos dos demônios mais vis, teus sussurros transformam-se em uma corda que enaltece que aquilo já se foi e me prende ao topo, fazendo voltar ao meu próprio personagem. Quando volto a TV está no mudo, não percebo, mas choro.
Imagem: Internet
Relato De Um Homem De Bom Coração by Fresno on Grooveshark


Um comentário:

Tábata Borges disse...

Tão poucas linhas, uma distração e mal se pode perceber o quão é pesado o assunto.

Talvez não seja. Talvez seja falta de surra, rs.

Boa noite

Ocorreu um erro neste gadget