quinta-feira, 23 de julho de 2009

Estranha sociedade.

"Fiquei andando pela cidade durante horas, era manhã mas mesmo assim tinha muita gente na rua. Um senhor achando que eu tinha grana me parou e me pediu dinheiro pra ver a mãe que estava no hospital morrendo, eu estava sem um tostão no bolso, fiquei sem ter o que falar pro cara, fingi que não havia ouvido o que ele tinha dito.Me senti um cretino.Quando viro em uma rua tem um guarda exaltadão discutindo com a mulher no celular, só havia eu naquela rua, derrepente me passou pela cabeça que aquela arma na cintura dele poderia ser fatal em momentos de stress, me perguntei interiormente se alguem pode realmente acabar com a existencia de alguém.É um poder e tanto ter que decidir quem vive ou quem morre.Sociedade estranha não.

Um comentário:

Bandas_A_Z disse...

Aeee!
Última banda da rodada! aeeeeeee o//

Ocorreu um erro neste gadget