quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Erotismo

Deita-se nua na cama a luz do laptop.

 A sombras tornam as curvas mais interessantes que o normal, fala um pouco das coisas que aconteceram no seu dia, enquanto eu apenas olho e enalteço sua beleza.

Dorme e naturalmente, como sempre, abraça os seios e cai em sono profundo. Os bicos amostra tornam tudo mais interessante para mim que namoro seu silêncio e suas curvas apenas com meus olhares e um carinho no seu cabelo.

Não me pergunte onde foi parar todo o cansaço, ele já não estava lá e as horas passaram sem eu sequer se dar conta do fato.

Me dei conta que talvez, mesmo ela estando em sono profundo, sentisse frio. Movendo-me milimetricamente para não acorda-la busco seu edredon e a cubro, mesmo querendo ficar observando seu corpo nu por mais um grande tempo.

Vencido pelas necessidades fisiológicas pego no sono e durmo aos pés de sua cama.

A noite, sem dúvida, foi boa.

Arte by: Jim Tsinganos

Um comentário:

Tábata Borges disse...

Que amor bonito, querido...

Eu fico pensando, as vezes eu me foco tanto no "agora" que mal percebo que vivo um amor de entrega também. E eu sempre achei bonito esse negócio de ser devoto a alguém. Ouvia músicas e ficava sonhando como é bonito isso...

Aí quando li isso de novo, me dei conta que vivo um amor bonito, como os que eu ouvia nas músicas... rs

Obrigada por escrever essas coisas lindas, que me fazem refletir!

Ocorreu um erro neste gadget