quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Amo-te

Jamais dissera tais palavras.

Acordo com a mesma canção que a meses me desperta pela manhã, o tom cinza e solitário do quarto me deixa a vontade para refletir sobre algumas coisas que haviam acontecido no decorrer do ano. Pessoas indo e vindo, sumindo e ressurgindo, o tempo correndo. Sento, estou só em casa, não faço menção de calar o celular, mas o coloco na mesa do computador, feita artesanalmente, de vidro temperado e com uns CDs e livros jogados sem nenhuma ordem aparente, apenas para mim. Não demoro a perceber que Ela, havia ocupado o cargo que durante muito tempo foi da minha atriz preferida. Sem nomes. Me sinto leve em fim.

Confesso que fiquei algumas horas ensaiando em como dizer isso, jamais dissera tais palavras, sinceramente não sabia o que fazer, então parei e relaxei. Transbordei mais uma taça de vinho barato.

Ela sente frio e seu vestido florido insiste em seguir a lei da gravidade e eu insisto em tentar esquenta-la com as minhas mãos. Olhando um pequeno tronco enterrado na areia da praia, percebi que havia tido o contexto perfeito para dizer o que sentia de verdade.

Amo-te 


2 comentários:

Tábata Borges disse...

Eu disse que você não deveria mudar sobre as pequenas mãos ... Mas sorri involuntariamente quando li a nova versão hahaha'

<3

Sandra Botelho disse...

Oi amigo, to de volta...hehehehe! Consegui encontrar nesses bares da vida, sentada num cantinho, palida e triste, a minha inspiração.
Tomava um martine, e fumava um cigarro, nos olhos uma tristeza indolente lhe deixava a face vazia. Um barzinho mais ou menos, onde o cantor alcoolizado de olhos vermelhos cantava, Não se váaaaaa!. Quando ela me viu, do canto dos seus labios vi surgir um quase sorriso sabe? Daqueles que querem ,mais não querem sorrir?...Tirei ela dali, pelas mãos, a levei pra ver o mar, pra voar, pra sentir o gosto doce de um beijo e o sabor ardente dos desejos.
Aquela mulher que antes parecia farrapos voltou a se iluminar, jogou o copo fora, apagou o cigarro e voltou pra mim. Estamos nós duas lá no Meu Aconchego.
Te espero, por lá tá?
Bjos achocolatados

Ocorreu um erro neste gadget