quarta-feira, 9 de março de 2011

Impossibilidades.

Impossível.

Se nem eu mesmo me conheço como você me conhece?

Sempre há razão de mais nesses seus versos, mas você não me conhece.

Eu fujo das minhas próprias vontades e adio o prazer de estar ao seu lado.

E eu sei que isso jamais vai acontecer.

Um comentário:

Beel disse...

eu sinto cada palavra sua cortar a minha carne... será que dói assim em vc quando vc escreve?
se isso acontecesse será que já estariamos mortos...!

... impossibilidades!

Ocorreu um erro neste gadget