domingo, 9 de outubro de 2011

Seus medos

O escuro ela não teme, nem as horas, nem os monstros da sua infância. 

Teu medo é a solidão, teu medo é de se apegar demais, por isso ela evita.

Por isso ela não permite que ele diga o que sente de verdade.

São garotos, são jovens, são sonhadores. Mas temem a solidão. 

Por isso não tentam não se apegar demais.

Mas o que sobra?

Aliás o que soma?

O agora é um instante tão rápido quanto os instantes passados. Mas o tempo para e volta quando fecho os olhos.

Teu cheiro me lembra de casa, não da casa física, mas da morada da alma, que Platão tanto fala, idealismo das coisas verdadeiras. Sem obliquidade.

Prometo te levar pra sempre

Obra de: Salvador Dali

Um comentário:

Tábata Borges disse...

Não gosta de câncer, nem de aries, detesta escorpião e não confia em capricórnio.
Não gosta nem de virgem, que é seu próprio signo.
Nunca mais confiará em sagitário, nunca mais .

No fundo, só realmente deve ter medo de se machucar. Mas quem pode culpar? O que fazer para se proteger ?
Existe armadura pra decepção?

Não.

Ocorreu um erro neste gadget