sábado, 28 de janeiro de 2012

Adeus


Perdeu peso no meio do ano passado, ficou uns dias sem andar direito, foi levado para o veterinário e se recuperou bem. Mas dessa vez ficou fraco demais, e por conta de um câncer faleceu.

Queria pedir desculpas por não ter sido tão presente nos últimos meses Bethoveen, os humanos dão muito mais valor para as “coisas”, do que para quem gosta deles de verdade. Mas você como um cachorro e tanto, sempre me perdoava por isso e me fazia companhia na minha solidão. Festejava quando eu chegava de mais um dia de trabalho e da faculdade. 

Prometo que vou honrar e lembrar de você por todos os dias da minha vida! E jamais vou esquecer seu rosto enrugado, suas patas gordinhas e seu pelo branco curto, cheio de manchinhas marrons. Foi um prazer indescritível ter você por perto por esse curto tempo em que esteve conosco, me protegendo, me amando, brincando e tremendo de medo por causa dos fogos de artifício dos jogos de futebol e de fim de ano.


Adeus meu irmão e obrigado por tudo.

Adeus.

Um comentário:

Tábata Borges disse...

É sempre difícil a despedida
de um amigo ...
de um irmão ...
ainda mais quando se trata de um assim ...

Mas é melhor ver pelo lado positivo: ao menos ele não está sofrendo mais. Virou seu anjo da guarda de quatro patinhas :3
E você não precisará mais se sentir culpado por não ter passado o tempo inteiro com ele ... A essência dele segue você até o fim de sua vida, agora. ;]

Ocorreu um erro neste gadget