segunda-feira, 23 de abril de 2012

A Doce Arte da Democracia



Carros passam na avenida mais importante do país, poluição e arranha céus são as coisas mais visíveis, pessoas absortas com os vidros dos seus carros fechados desconhecem a fúria crescente que existe em uma geração que cansou de fechar os olhos para coisas tão obvias. Suas armas são câmeras digitais, celulares, bandeiras, vozes e o verde e amarelo que fazem parte do símbolo da pátria, mas o diferente das cores que estão no rosto desses jovens, é que ela é banhada por uma fúria e uma descrença no poder! E essa descrença é retribuída da forma mais pratica: Violência.

A policia chega, claro! Não poderíamos simplesmente parar a Av. Paulista e ficar por isso mesmo. Atrapalhamos a ordem publica, desviamos o fluxo do capital, logo, é natural que o poder do estado se fizesse presente e utilizasse da sua força. E eles a usaram.

Intimidação com sirenes e baques de cacetetes nos escudos da tropa de choque que utilizam de bombas e tiros de borracha para dispersar a multidão. Muitos gritam – Fascistas!

-Larguem os escudos e venham na mão!
-Estão bonitos na foto?
-Vocês são como nós! Também estão sendo roubados.

"Você aí fardado também está sendo roubado! Você aí fardado também está sendo roubado!"

Com prazer em se impor, os soldados revidam com mais bombas e tiros de borracha. Estilhaços nos perseguem e nos fazem recuar, mesmo assim sentamos no asfalto da Av. Paulista exigindo que os motoristas que ali passavam buzinassem. É nossa resposta: Resistência!

Algumas pessoas são presas por revidarem a violência aos policiais, atiram garrafas e barras de aço tirado de barracas embaixo do MASP e isso é tudo o que a mídia tinha pra nos mostrar? Graças que somos independentes e podemos reproduzir nossa própria noticia, de acordo com a verdade que vivemos na pele, sem nenhum contrato com nenhum jornal, apenas com nossas idéias e nossos corações que pedem reformas legislativas nesse país e mais transparência no poder. É engraçado que a mesma avenida possa ser parada por vitorias de times de futebol ou diversas paradas: gay, marcha para Jesus e tantas outras coisas que nossa cultura criou, mas quando se trata de falar de corrupção parece que tocamos no assunto mais critico do nosso país, porque será?

Está em nos a força para mudar tudo, pois somos eternos, nossos cliques, nossas vozes, nossa musica, nossa cultura nos mobilizam, nos dão combustível! Somos quase uma sociedade à parte da que existe, abrindo os olhos cada vez mais e não medindo esforços para mudar o nosso futuro!


Desculpem o transtorno, estamos mudando o mundo.







Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget