quinta-feira, 19 de julho de 2012

Aos 300 artigos

O momento: Em crescimento.


Contra uma maré de opiniões e crenças, me sinto só, mas lembro que certa vez escrevi neste mesmo site que crescer era ficar sozinho. Não é verdade. Crescer é manter por perto tudo e todos que você ama.


Lendo novamente o livro de George Orwell " A Revolução dos Bichos", percebi que me identifico com o cavalo Sansão. O animal representa a classe operária figurada por Orwell para fazer uma alusão a ditadura de Stalin e  o Nazismo. Sansão tem um lema: " Trabalharei mais ainda". Esse lema o faz prosseguir em todas as suas dificuldades, quando explodem o moinho de vento o que os animais estão construindo, ele prontamente se encarrega de carregar mais pedras para a reconstrução e de acordar mais cedo do que todos eles  para mostrar que é capaz de refazer as coisas, essa a perspectiva positiva do personagem é admirável.

Me identifico porque não importa o que acontece a você as pedras devem rolar, é a verdade.

Novas lutas vão surgindo conforme novos horizontes são traçados. E o medo? Existe, mas não me para.


Os sentimentos: Confusos.

Percorro estantes virtuais e vejo que você não me escreveu nada de interessante, é chato.

Me sinto humilhado e pisado, não consigo entender como uma pessoa que te machucou tanto parece ser bem mais admirado do que eu que sempre estou ao seu lado e sempre faço de tudo por você. Há tanto tempo sou o cara escondido do seu quarto e isso tudo porque você não tem coragem para crescer. Não estou brigando, estou te mostrando. Não deixe que ninguém me humilhe não.

Fiquei três dias velando seu sono em um hospital, sendo humilhado pelo segurança que ria de mim por estar te guardando, errei quando não te abracei quando você chegou, mas isso foi sem querer. Como disse se você lembrar, ajoelhei na tua frente e coloquei meus braços no seu colo, me prontifiquei a perguntar se você tinha fome e se doía ainda seu abdômen, me diz porque eu me sinto idiota?

No dia dos namorados, quando deixei os bilhetes espalhados no seu quarto você disse: "Ninguém nunca fez isso por mim". Só que eu também queria te dizer a mesma coisa: " Você fez isso para mim? Ninguém nunca foi assim comigo".


É estranho, estou confuso.


O Futuro: 

Gostando muito da profissão,só falta ganhar um pouco de dinheiro.rs. Cheio de planos e isso é ótimo, me mostra que estou em desenvolvimento e que tenho pelo que lutar. É muito gostoso fazer o que gosta.

 Eu sinceramente queria parar de escrever esse blog, mas acho que isso será impossível. A solidão é um carro em movimento que nunca para de acelerar.

Foto: Internet

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget