quinta-feira, 27 de maio de 2010

O Refugio

" Deixo-me ficar só como sempre, as pessoas falam demais, gritam, extrapolam e eu odeio todo o barulho que elas fazem, se dizem com razão mas se perdem a cada esquina virada a cada pagina amassada. Escondo-me atrás das letras do meu nome, mas pelo menos é o meu nome, ando com pessoas que não tem noção que a unica coisa que se tem de verdade é o nome, o seu nome, por isso o valorizo com um tesouro inextimavel. As musicas que componho me servem de refugio, para não enlouquecer, me privam de uma solidão completa e então vivo os ecos daquelas notas, malditas notas que insistem em permanecer no meu quarto. Até quando não se sabe, mas não desisto do que me conforta".


foto por: Walter Henri 
Tema: Chuva Chegando


 

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget